voltar ao site
Top Menu
ESALQ - USP
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

O solo é um recurso natural de suma importância para a manutenção da vida na Terra, sendo pois um componente fundamental dos ecossistemas e dos ciclos naturais do planeta além de ser suporte do sistema agrícola e espaço para as atividades humanas e para os resíduos que são produzidos por tais atividades. Portanto, é pertinente que se atente para a manutenção e preservação da terra, tendo em vista sua relevância para a sociedade em geral.

A atenção dada à conservação do solo vem sendo cada vez mais discutida em função da crescente destruição que acontece do manto florestal do planeta. Agricultores que desmatam e incendeiam grandes áreas de florestas com a intenção de usar a terra para cultivar. As indústrias que cada vez mais fabricam produtos com alto grau de poluição.

“A destruição do manto florestal, os incêndios ambientais ou provocados, o sobrepastoreio e as inúmeras obras de urbanização, acelerando os processos erosivos, têm destruído, ao longo dos anos, enormes áreas de solos cultivados.” (Fonte: Ambiente Brasil)

Principais formas de contaminação do solo

De acordo com o Decreto n.º 28.687/82, art. 72, “Considera-se poluição do solo e do subsolo a deposição, a descarga, a infiltração, a acumulação, a injeção ou o enterramento no solo ou no subsolo de substâncias ou produtos poluentes, em estado sólido, líquido ou gasoso.”

Partindo da definição de poluição do solo, a poluição e degradação deste vem acontecendo das mais diversas maneiras hoje no planeta. Desde indústrias que fazem depósito e descarte irregular e errôneo de seus produtos e resíduos sólidos produzidos até através de rios e águas poluídos que podem alterar a composição e qualidade do terreno próximo.

A agricultura e seus agravantes para a degradação do solo

conservação-do-solo
Fonte: Colégio Web

Outra atividade que pode se tornar um causador da degradação do solo é a má utilização das terras para cultivo. Hoje já existem técnicas que buscam evitar o uso intensivo do solo a fim de diminuir os impactos e perda de nutrientes pelo plantio. Os cultivadores optam por fazer uso destas técnicas visto que, o uso desenfreado além de causar a degradação também traz prejuízos econômicos uma vez que um terreno que se tronou estéril não pode ser mais utilizado para o plantio e assim não gera lucro.

As terras tornam-se menos produtivas por quatro razões: 1) A perda da estrutura do solo; 2) A perda da matéria orgânica; 3) A perda dos elementos nutritivos; 4) E a perda do solo. Prejuízos estes causados pela erosão, drenagem imprópria, pela irrigação mal feita, pela alcalinidade, pelas enchentes e pelo mau uso da terra. (Fonte: CANACAP)

Portanto, observa-se a extrema necessidade de que haja uma conservação do solo, a fim de garantir assim o básico para a sobrevivência e bem estar da sociedade.

Principais poluentes do solo

conservação-do-solo-quadro
Fonte: Ambiente Brasil

Como as empresas lidam com a contaminação do solo?

Indústrias e empresas no geral, ainda possuem grande dificuldade na identificação e destinação adequada de seus resíduos sólidos, o que pode resultar numa alocação errada destes resíduos.

No Brasil, em 2014, mais de 41% das 78,6 milhões de toneladas de resíduos sólidos que foram gerados no país teve como destino os lixões e aterros, locais estes inadequados para destinação de efluentes. Dessa maneira, o solo é diretamente atingido pelos poluentes contidos no lixo mal destinado.

A Descarte Legal atua nesse âmbito para facilitar e auxiliar na destinação correta de resíduos sólidos, pois a falta de saneamento básico também é um agravante na deterioração do solo. Visto que locais, principalmente próximo a rios, córregos ou cursos d’água, onde não há coleta de lixo, esgoto, entre outros serviços básicos de saneamento, colaboram para poluição das águas e consequentemente da superfície terrestre também.

contaminação-do-solo-2
Fonte: Exame

É preciso que as empresas e indústrias se empenhem cada vez mais para melhor destinarem seus resíduos; é preciso que os agricultores e criadores de animais estudem melhores métodos de plantio e uso do terreno para cultivo. É necessário que a população, com o consumo desenfreado no qual se encontra, tome consciência de que ela também colabora para a erosão e destruição do solo.

Um solo contaminado, não apenas interfere no cultivo e na baixa produção de alimentos, mas também traz sérios riscos à saúde, pois alimentos plantados em solo impuro e impróprio acabam sendo também contaminados e consequentemente contaminando aqueles que ingerirem esses alimentos.
E você, qual medida você acha necessária e importante para preservar os solos? Comente aqui, queremos saber a sua opinião!

About The Author

Marketing na Descarte Legal e estudante de Publicidade e Propaganda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Close